Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
 
Martinópolis, 22 de julho de 2017 | COMO CHEGAR ATÉ NÓS ATRAVES DE SUA LOCALIZAÇÃO:
Vereadores
Marcos Xavier de Almeida Passos Junior - DEM
17ª LEGISLATURA 2017-2020

Presidente Atual
Marcos Xavier de Almeida Passos Junior
Adenilson Medeiros - PRAlzair da Silva Lopes - DEMAntonio Lúcio dos Santos  - PTBFábio Macedo Alves - PV
Luiz Antônio Leite Oliveira - PMDB
Ricardo Florentino de Assis - PENRicardo Trombini - PDTSidney Pereira dos Santos - PRB
Silvio Limeira - PV
Valdenir Francisco da Silva - DEM
Webmail
Webmail - Vereadores
Diretor do Departamento de Saúde, Saneamento e Bem Estar Social comparece à Câmara prestar esclarecimentos sobre perda de verba
Imagem Noticia para indexar no facebook

Webline Sistemas

Antes do início da Sessão Ordinária de 03 de abril de 2017, compareceu e fez uso da palavra na Tribuna da Câmara Municipal, o “Senhor Alfredo Schmidt”, Diretor do Departamento de Saúde, Saneamento e Bem Estar Social. O Diretor atendeu ao pedido do vereador Antonio Lúcio dos Santos, apresentado via Requerimento nº 012/2017, aprovado em 13 de março, que solicitou ao Prefeito Municipal a convocação do referido Diretor para prestar esclarecimentos sobre a perda da verba para construção do posto de saúde do Distrito de Guachos.

 

Mediante indagações dos vereadores Antonio Lúcio dos Santos, Marcos Xavier e Alzair da Silva Lopes, o responsável pela pasta da saúde, salientou que a licitação foi impugnada duas vezes o ano passado, e, embora o Ministério da Saúde tenha concedido um novo prazo, infelizmente na segunda tentativa, o processo de licitação também foi impugnado. A verba que seria disponibilizada era de aproximadamente R$408.000,00. Entretanto, atualmente, o município pode tentar o convênio para a mesma obra, e a verba será de aproximadamente R$750.000,00, assim que o sistema for liberado.

 

Destacou que o primeiro prazo era em torno de seis meses, para o município receber o projeto (pronto) do Ministério da Saúde e fazer as adaptações (como água, esgoto e energia elétrica). Então na primeira licitação, aí que teve a falha: faltaram as adaptações – que deveriam ser feitas por engenheiros da Prefeitura. Pedido um novo prazo, o mesmo se encerrou em novembro de 2016. Os fatos ocorreram na gestão passada.

 







melhor utilizado Firefox - Chrome - Ie9 ou superior
Mais notícias
















Próxima Sessão

ORDINÁRIA

Segunda-feira,

dia 7 de Agosto, às 20 horas

Agenda de Eventos
transmissão ao vivo
palavra do presidente
Galeria Multimídia
Galerias
2017 © Todos os direitos reservados