Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
  • Marcos Xavier de Almeida Passos Junior - DEM
  • Vereadores
    17ª LEGISLATURA 2017-2020
    Presidente Atual
    Marcos Xavier de Almeida Passos Junior
Brasão
Webline Sistemas

O Brasão de Armas de Martinópolis foi idealizado pelo doutor Lauro Ribeiro Escobar, do Conselho Estadual e Méritos, e pode ser assim descrito: Escudo redondo, de blau, com uma barca enfunada de ouro acompanhada em chefe de duas estrelas do mesmo, vogante em contra-chefe ondulado de prata e aguado do primeiro. O escudo é encimado por coroa mural de prata com oito torres, suas portas abertas de goles e tem como suporte, à destra, um ramo de cafeeiro e à sinistra um ramo de algodoeiro, ambos folhados e produzindo, ao natural Listel de Blau, com o topônimo Martinópolis em letras de ouro. Segundo o historiador José Carlos Daltozo, em seu livro "Martinópolis, sua história e sua gente", o Brasão de Armas tem a seguinte significação: O escudo redondo, ou ibérico, era usado em Portugal à época do descobrimento do Brasil e sua adoção representa homenagem do município de Martinópolis aos primeiros colonizadores e desbravadores de nossa pátria; A cor blau (azul) tem o significado de justiça, formosura, doçura, nobreza, vigilância, serenidade, constância, firmeza, incorruptível, dignidade, zelo, lealdade e recreação, lembrando os atributos de administradores e munícipes, bem como as condições do município, propícias à recreação e ao turismo; A barca enfunada, com a vela cheia de vento, indica ânimo forte, que resiste às adversidades da vida e direito de passagem sobre águas fluviais, evocando, outrossim, o símbolo que Martinópolis adotou para propaganda turística; As estrelas representam aspiração, as coisas superiores e as ações sublimes, luminoso futuro, guia seguro, luz nas trevas da noite; O metal ouro indica riqueza, esplendor, glória, nobreza, poder, força, fé, prosperidade, soberania e mando; O contra-chefe (parte inferior do escudo), ondado de prata e aguado de azul, representa a riqueza hidrográfica do município, em especial as águas represadas para os momentos de lazer do povo de Martinópolis e seus visitantes; O metal prata designa a felicidade, pureza, candura, lisura, verdade, franqueza, amizade e integridade; A coroa mural é o símbolo da emancipação política e da prata com oito torres, das quais apenas cinco estão aparentes, constitui a reservada às cidades. As portas abertas proclamam o caráter hospitaleiro do povo de Martinópolis e a cor goles (vermelha) na posição em que se situa na coroa mural e por ser no Brasil a indicativa do Direito e da Justiça, está a significar que Martinópolis é cabeça de comarca, como a dizer: “dentro destas portas encontrareis a justiça’’. O ramo de cafeeiro e de algodoeiro, ambos produzindo atestam a fertilidade das terras generosas de Martinópolis de que são importantes produtos; No listel o topônimo Martinópolis identifica o município. 





Mais notícias
Próxima Sessão

ORDINÁRIA

Segunda-feira,

dia 25 de Junho, às 20 horas